Vaccari e Okamotto pediram para que triplex do Guarujá fosse

vaccari-e-okamotto-pediram-para-que-triplex-do-guaruj-fosse
Vaccari e Okamotto pediram para que triplex do Guarujá fosse
Veja usa Léo Pinheiro para matar Lula mais uma vez

presidente da OAS José Aldemário Pinheiro, o Léo Pinheiro, afirmou à Justiça Federal que o triplex 164-A do Edifício Solaris, no Guarujá, não foi transferido para o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a pedido do presidente do

O único problema, para a família Civita, é que Veja já matou Lula em outras ocasiões, tendo até arrancado a sua cabeça numa capa sinistra, e ele continua mais vivo do que nunca. Desta vez, o pretexto alegado para a morte de Lula é a delação do

SÃO PAULO – Ao afirmar na quinta-feira que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é mesmo dono do tríplex reformado pela OAS no edifício Solaris, no Guarujá, litoral paulista, Léo Pinheiro confirmou informações publicadas pelo GLOBO desde 2010. . 247 – Considerada a "bala de prata" contra Luiz Inácio Lula da Silva, que seria eleito mais uma vez para comandar o País se as eleições fossem hoje, a delação do empresário Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, só foi aceita depois que ele decidiu mudar. Em audiência realizada em Curitiba (PR) nesta quinta-feira (20), o empresário José Adelmário Pinheiro, o Léo Pinheiro, ex-presidente da empreiteira OAS, afirmou ter sido orientado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a destruir provas que. SÃO PAULO – Durante o depoimento desta quinta-feira, Leo Pinheiro explicou ao juiz Sérgio Moro porque chamava o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de “Brahma” nas trocas de mensagem de texto com seus subordinados. De acordo com o. SÃO PAULO — O empresário Léo Pinheiro afirmou ao juiz Sérgio Moro que o ex-presidente Lula mandou que ele destruísse documentos "da propina do caixa do PT". O ex-presidente da OAS prestou depoimento nesta quinta-feira sobre o tríplex no Guarujá,


Veja usa Léo Pinheiro para matar Lula mais uma vez

Léo Pinheiro mantinha relação próxima com o ex-presidente Lula
Léo Pinheiro mantinha relação próxima com o ex-presidente Lula

Veja usa Léo Pinheiro para matar Lula mais uma vez
Veja usa Léo Pinheiro para matar Lula mais uma vez

O ex-presidente da OAS José Aldemário Pinheiro, o Léo Pinheiro, afirmou à Justiça Federal que o tríplex 164-A do Edifício Solaris, no Guarujá, não foi transferido para o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a pedido do presidente do …

O empresário Léo Pinheiro, sócio da OAS, disse em depoimento que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu a ele em 2014 que destruísse provas de pagamento de propina para o PT. Segundo Pinheiro, Lula e ele discutiam sobre pagamento de

O empresário Léo Pinheiro afirmou ao juiz Sérgio Moro que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva mandou que ele destruísse documentos "da propina do caixa do PT". O ex-presidente da OAS presta depoimento sobre o triplex no Guarujá, que seria da


Léo x Lula: A resposta que ficou para depois

Em depoimento ao juiz Sergio Moro na tarde desta quinta-feira, José Aldemário Pinheiro, o Léo Pinheiro, ex-presidente da construtora OAS, revelou que foi orientado pessoalmente pelo ex-presidente Lula a destruir provas que pudessem incriminá-lo na. São Paulo – Em depoimento ao juiz Sergio Moro, da 13ª Vara de Curitiba, o ex-presidente da construtora OAS José Aldemário Pinheiro (conhecido como Léo Pinheiro) afirmou que teria conversado com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre

SÃO PAULO – Caciques petistas minimizaram os efeitos e a credibilidade da acusação do ex-presidente da OAS Léo Pinheiro contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O discurso adotado é que o empreiteiro não tem como comprovar a declaração

Segredo de Polichinelo
Segredo de Polichinelo

Porque ninguém lhe perguntou, o empresário Léo Pinheiro, sócio da construtora OAS, deixou para esclarecer em outra ocasião se obedeceu à ordem de Lula de destruir eventuais provas que tivesse sobre o pagamento de propinas ao PT. Era do valor total


Léo Pinheiro faz acusações sobre Lula em depoimento a Sérgio Moro

Léo x Lula: A resposta que ficou para depois
Léo x Lula: A resposta que ficou para depois
O ex-presidente da construtora OAS, Léo Pinheiro, afirmou em depoimento à Justiça Federal que o tríplex no Guarujá que o petista Luiz Inácio Lula da Silva nega ser dono não foi transferido ao seu nome a pedido de Paulo Okamotto, ex-diretor do Instituto. Um dos maiores amigos de Lula no mundo empresarial, que inclusive apelidara o ex-presidente Lula, para não expô-lo, de "Brahma", por ser o número 1, fez graves acusações ao chefe do PT em depoimento ao juiz Sérgio Moro. O ex-presidente da OAS,

O ex-presidente da OAS Léo Pinheiro, condenado pelo juiz Sergio Moro na Operação Lava-Jato, escancarou pela primeira vez a troca de favores, o pagamento de benesses e os detalhes da conta clandestina que abastecia o ex-presidente Luiz Inácio Lula

Related posts